Observação em psicologia escolar: vivências em uma instituição pública de ensino superior e médio

Autores/as

  • Joanah Dal Mas Dos Santos Universidade La Salle
  • Hildegard Susana Jung Universidade La Salle
  • Paulo Fossatti Universidade La Salle
  • Gisleine Verlang Lourenço Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.36390/telos241.11

Resumen

Trata-se de uma experiência de estágio curricular básico de observação em Psicologia Escolar em uma instituição pública de ensino superior e médio no Sul do Brasil, na qual foram realizadas trinta horas de observação e a criação de um plano de ação, conforme a proposta do estágio. Objetiva-se refletir sobre a experiência vivida no estágio obrigatório do curso de psicologia. O trajeto metodológico (Will, 2012; Fortunato, 2018; Zimerman, 2004; Orrico, 2016) é de ordem qualitativa e cunho descritivo, caracterizando-se como relato de experiência. A partir das observações e construção do relato de experiência de um estágio em observação em psicologia escolar, reflexões vieram à luz da pesquisa, as quais se considera importante ressaltar: a) A relevância do vínculo para o fortalecimento do sentimento de pertencimento e acolhimento aos sujeitos da pesquisa nas instituições de ensino em que estão inseridos; b) A presença, acompanhamento e olhar de cuidado do psicólogo escolar, como ressaltam os objetivos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Brasil, 2010); c) A problematização da conduta ética (CFP, 2005) do psicólogo escolar como responsável por seus estagiários. Ademais, percebeu-se a importância do papel da psicologia escolar na instituição em que o profissional está inserido para uma posição ativa e acolhedora, contribuindo de forma efetiva para o auxílio do bem-estar mental e acadêmico dos sujeitos da pesquisa.

 

Palavras-chave: Psicólogo Escolar; Estágio; Observação Psicológica.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Barbosa, Emanuele & Lourenço, Gisleine Verlang (2019). A importância da psicologia escolar na promoção da resiliência. In. Ratto, Cleber Gibbon & Walz, Julio Cesar (Orgs.). Psicologia Unilasalle: sentidos e percursos de (trans)formação (pp. 87-102). Editora Unilasalle. Brasil.

Bowlby, John Mostyn (1989). Uma base segura: aplicações clínicas da teoria do apego (trabalho original publicado em 1988). Artes Médicas. Brasil

Brasil (2010). Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Decreto nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Brasil. Recuperado de https://bit.ly/2OoNxXB

Castro, Tatiana Lage de (2019). Evasão nos cursos de licenciatura do instituto federal de educação, ciência e tecnologia de Minas Gerais. Tese de Doutorado em Educação. Programa de Pós-graduação Conhecimento e Inclusão Social em Educação. Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil. Recuperado de https://bit.ly/3fwf2Kx

CFP, Conselho Federal de Psicologia (2005). Código de ética profissional do psicólogo. Resolução CFP nº 010/05. Brasil: XIII Plenário do Conselho Federal de Psicologia. Recuperado de https://bit.ly/3FNCqQa

Coelho Júnior, Nelson Ernesto (2001). A noção de objeto na psicanálise freudiana. Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica, v. IV, n. 2, Brasil (pp.37-49). DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-14982001000200003

Dalgalarrondo, Paulo (2008). Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais (segunda edição, dados eletrônicos). Artmed. Brasil.

Dias, Fábio Araújo (2018). Ética, moral e processos de subjetivação: um estudo sobre a formação em psicologia. Dissertação de Mestrado em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva. Programa de Pós-graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz, Brasil. Recuperado de https://bit.ly/3ozoVeD

FEAP, Federação Europeia de Associações de Psicólogos (1995). Código de Ética para Psicólogos de acordo com a FEAP. Código Geral de Ética. Aceite pela Assembleia Geral, Grécia. Recuperado de https://bit.ly/3xbD3zg

Feitosa, Lígia Rocha Cavalcante (2017). Psicologia escolar nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia: contribuições para a atuação na educação superior. Tese de doutorado em em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde. Universidade de Brasília, Brasil. Recuperado de https://bit.ly/3owqASj

Freud, Sigmund (1969). O Caso Schreber artigos sobre técnica e outros trabalhos. In. Freud, Sigmund. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (volume XII, pp. 1-210). Imago Editora. Brasil.

Freud, Sigmund (2011). Psicologia das massas e análise do eu e outros textos: 1920-1923. In. Freud, Sigmund. Psicologia das massas e análise do eu e outros textos: 1920-1923 (volume 15, pp. 1-300). Companhia das Letras. Brasil.

Fortunato, Ivan (2018). O relato de experiência como método de pesquisa educacional. In. Fortunato, Ivan & Shigunov Neto, Alexandre (Orgs.) Método(s) de Pesquisa em Educação (pp. 37-50). Edições Hipótese. Brasil.

Gabbard, Glen Owens (2016). Psiquiatria psicodinâmica na prática clínica (quinta edição). Artmed. Brasil.

Lima, Aline Ottoni Moura Nunes de (2005). Breve histórico da psicologia escolar no Brasil. Revista Psicologia Argumento, v. 23, n. 42, Brasil (pp. 17-23). Recuperado de https://bit.ly/3lILqy3

Lopes, Janaína Aparecida Silva & Silva, Silvia Maria Cintra da (2018). O psicólogo e as demandas escolares – considerações sobre a formação continuada. Revista Psicologia Escolar e Educacional, v. 22, n. 2, Brasil (pp. 249-257). DOI: https://doi.org/10.1590/2175-35392018011109

Martins, Christine Baccarat De Godoy & Souza, Solange Pires Salomé De (2013). Adolescente e Sexualidade: as possibilidades de um projeto de extensão na busca de uma adolescência saudável. Revista Avances En Enfermería, v. XXXI, n. 1, Brasil, (pp. 170-176). Recuperado de https://bit.ly/3vutaMh

Moreira, Ana Virgínia do Nascimento (2020). Os conceitos de risco e vulnerabilidade social na Política Nacional de Assistência Social no Brasil. Dissertação de mestrado em Serviço Social. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil. Recuperado de https://bit.ly/3kQAJIQ

Orrico, Daniela Filipa Prata Costa Barros (2016). Gabinete de intervenção comunitária. Relatório de estágio de Mestrado. Mestrado em Psicologia Clínica. Instituto de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade Lusíada de Lisboa. Portugal. Recuperado de https://bit.ly/3DOlCqC

Sandler, Joseph (1976). O paciente e o analista: fundamentos do processo psicanalítico. Imago. Brasil.

Santos, Graciele Malheiro dos; Silva, Leonídia Aparecida Pereira da; Pereira, Josenith Lima; Lima, Ângelo Giuseppe Xavier & Assis Neto, Francisco Leandro de (2018). Atuação e práticas na Psicologia Escolar no Brasil: revisão sistemática em periódicos. Revista Psicologia Escolar e Educacional, v. 22, n. 3, Brasil (pp. 583-591). DOI: https://doi.org/10.1590/2175-35392018035565

Santos, Joanah Dal Mas dos; Fossatti, Paulo & Araldi, Marina Ortolan (2020). Problematizações acerca de um relato de experiência: o caso de uma escola estadual da região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. In: VIII Congreso Iberoamericano de Investigación sobre Gobernanza Universitaria (pp.1-17). Bogotá, Colômbia. Anais VIII Congreso Iberoamericano de Investigación sobre Gobernanza Universitaria. Recuperado de https://bit.ly/3vRaO6M

Santos, Ricieri Paula & Alvares, Juliana Fernandes Rodrigues (2020). Ética profissional: um estudo contemporâneo dos princípios fundamentais do código de ética da psicologia. Revista Científica Eletrônica de Psicologia da FAEF, v. 34, n. 1, Brasil (pp. 1-12). Recuperado de https://bit.ly/2YXS8Hi

Schoen-Ferreira, Teresa Helena; Aznar-Farias, Maria & Silvares, Edwiges Ferreira de Mattos (2010). Adolescência através dos séculos. Revista Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 26, n. 2, Brasil (pp. 227-234). DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-37722010000200004

Titon, Andreia Piana & Zanella, Andrea Vieira (2018). Revisão de literatura sobre psicologia escolar na educação profissional, científica e tecnológica. Revista Psicologia Escolar e Educacional, v. 22, n. 2, Brasil (pp. 359-368). DOI: https://doi.org/10.1590/2175-35392018010922

Will, Daniela Erani Monteiro (2012). Metodologia da pesquisa científica: livro digital (segunda edição). UnisulVirtual. Brasil.

Zimerman, David Epelbaum (2004). A comunicação verbal e não verbal na situação analítica. In: Zimerman, David Epelbaum. Manual de técnica psicanalítica: uma revisão (pp. 155-167). Artmed. Brasil.

Publicado

2022-01-02

Número

Sección

Artículos